top of page
Search
  • Writer's pictureAna Carolina Torquato

Sayaka Murata, uma voz não-conformista


Sayaka Murata, uma notável escritora japonesa, emergiu como uma voz distinta na literatura contemporânea, explorando temas sociais e culturais através de narrativas cativantes. Sua importância reside na maneira como desafia as normas da sociedade japonesa e oferece uma perspectiva única sobre a vida contemporânea no Japão.  Murata é mais conhecida por seu romance "Convenience Store Woman" (A Loja de conveniência), que examina a pressão social sobre as mulheres para se encaixarem em papéis tradicionais. A protagonista, Keiko, encontra conforto em sua vida de funcionária de uma loja de conveniência, desafiando as expectativas convencionais de casamento e maternidade. O livro oferece uma crítica sutil às normas sociais, enquanto explora questões de identidade e individualidade.  A escrita de Murata é caracterizada por sua abordagem sensível e perspicaz. Suas histórias mergulham nas complexidades da vida cotidiana e examinam as nuances das relações humanas. "Earthlings" (Terráqueos), outro de seus trabalhos notáveis, explora a busca por pertencimento e a sensação de alienação através da história de uma mulher que acredita ser uma alienígena.  Murata não apenas fornece uma visão vívida da sociedade japonesa, mas também questiona ideias universais sobre identidade e conformidade. Sua habilidade de mergulhar nas profundezas emocionais de seus personagens, combinada com uma narrativa envolvente, torna suas obras leituras intrigantes e provocativas, destacando-a como uma autora contemporânea de importância duradoura.

Sayaka Murata é uma renomada escritora japonesa que se tornou uma voz influente na literatura contemporânea. Nascida em 1979, a autora estudou Estudos Literários e História da Arte na Universidade de Tamagawa. Embora escreva desde a infância, Murata começou a publicar em 2003, ano em que já conquistou seu primeiro concurso literário. Desde então, ela recebeu diversos prêmios, incluindo os prestigiosos prêmios Mishima e Akutagawa, e também foi eleita “A Mulher do Ano”pela Vogue Japão.



Um mundo sem emoções? A obra mais conhecida de Sayaka Murata foi publicada em 2016 e se chama Konbini Ningen, traduzida como Convenience Store Woman nos EUA e Querida Konbini no Brasil. O livro trata de uma mulher neurodivergente, que tem dificuldade em assimilar as emoções dos outros e trabalha em uma loja de conveniências. Embora sinta-se realizada, a personagem tem que lidar com as pressões da sociedade japonesa que espera que ela se encaixe em padrões pré-estabelecidos. O humor sutil da narrativa revela como coisas que fazemos diariamente podem parecer absurdas e irracionais.


Quebrando tabus

Murata explora as diferentes facetas do não-conformismo em suas obras, especialmente em relação aos papeis de gênero, maternidade e sexualidade. Seus romances abordam temas como neurodivergência, assexualidade, ou celibato voluntário no casamento. A heroína de Convenience Store Woman, por exemplo, não consegue entender as emoções dos outros, enquanto a de Earthlings (2020) acredita ser um extraterrestre incapaz de compreender seres-humanos. Murata afirma que explorar diferentes tabus lhe ajudam a desvendar "a verdade genuína das coisas".



Distopias climáticas

Algumas das obras da autora também especulam sobre como as mudanças climáticas podem resultar em um futuro distópico. É o caso do conto Survival, em que chuvas torrenciais constantes aniquilam a vida no planeta, com excessão de humanos, gatos e baratas. Já em The Birth Murder, a população é controlada através de um sistema em que mulherem que tenham dez filhos passam a ter o direito de matar uma pessoa à sua escolha. A combinação de ficção científica e temas climáticos tem sido uma tendência da literatura contemporânea batizada de Cli-Fi.



Em Setembro, leremos Convenience Store Woman, de Sayaka Murata, no curso Novels Advanced do A Book a Month! Participe e descubra esta obra fascinante!


"Convenience Store Woman" (Querida Konbini), obra de Sayaka Murata, é uma narrativa envolvente que explora temas de conformidade social, identidade e o desafio de se encaixar em padrões pré-estabelecidos pela sociedade. A protagonista, Keiko Furukura, é uma mulher neurodivergente que trabalha em uma loja de conveniência, encontrando conforto na rotina e nas regras claras do ambiente.  O livro apresenta uma análise perspicaz das pressões sociais sobre os indivíduos para se conformarem com expectativas convencionais de sucesso, casamento e maternidade. Keiko desafia essas expectativas ao abraçar sua posição como atendente de loja de conveniência, mesmo quando aqueles ao seu redor a pressionam a seguir um caminho mais tradicional.  Através da perspectiva única de Keiko, o livro revela o absurdo das normas sociais e questiona o que é considerado "normal". O humor sutil da narrativa sublinha a ironia e a estranheza da sociedade contemporânea, enquanto também ressalta a importância de aceitar e abraçar a singularidade de cada indivíduo.  "Convenience Store Woman" é uma obra que desafia as convenções literárias e sociais, convidando os leitores a refletirem sobre o significado de autenticidade em um mundo que frequentemente busca a conformidade. Através da jornada de Keiko, Sayaka Murata oferece uma poderosa crítica à pressão social e celebra a diversidade humana em todas as suas formas.


3 views0 comments

Recent Posts

See All

Kafka

Comments


bottom of page